POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

O termo INSTITUIÇÃO, citado ao longo deste documento, refere-se indistintamente à CODEPE Corretora de Valores e Câmbio S/A e/ou Ótimo Sociedade de Crédito Direto S/A, quando aplicável. 


A INSTITUIÇÃO apresenta os conceitos e responsabilidades da Lei nº 12.846/13 e demonstra seu processo para manter as diretrizes dos regulamentos sobre prevenção à corrupção, proibindo qualquer pagamento ou conduta não condizente com os princípios Éticos. 


A INSTITUIÇÃO trata com transparência e respeito suas relações e não permite que nenhum colaborador tenha alguma vantagem de forma ilícita. 


As responsabilidades, o tratamento de combate à corrupção, à fraude e a outras irregularidades, bem como os procedimentos que devem ser observados e cumpridos por qualquer parte que mantenha relação contratual com a INSTITUIÇÃO estão descritos nesta Política.

1-     DEFINIÇÕES 


Colaboradores:   agentes   autônomos   de   investimento   vinculados   à   instituição, empregados, diretores e correspondentes cambiais. 


Corrupção: ato de corromper alguém, com a finalidade de obter vantagem para si ou terceiros. 


Corrupção Ativa: ato de oferecer ou prometer vantagem indevida a quaisquer agentes públicos para determiná-los a praticar, omitir ou retardar ato de ofício. 


Corrupção  Passiva:  ato  de  solicitar  ou  receber,  para  si  ou  para  outro,  direta  ou indiretamente, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem. 


Fraude: engano intencional, apropriação indébita de recursos ou manipulação de dados que resulte em vantagem ou desvantagem para uma pessoa, empresa ou entidade, fazendo uso de informação privilegiada em benefício próprio ou de outrem.

 

Lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores: ato de dissimular ou ocultar a natureza, origem,  localização,  disposição,  movimentação  ou  propriedade  de  bens, direitos e valores provenientes, direta ou indiretamente, de crimes antecedentes.

2-     RESPONSABILIDADES 

 

•  Diretoria 
É  de  responsabilidade  da  Diretoria  aprovar  a  Política  de  Anticorrupção  e  estar comprometida com os parâmetros da integridade e controles exigidos na legislação. 

 

•  Área de Compliance 

Tem  responsabilidade  direta  para  que  as  diretrizes  tratadas  nesta  Política  sejam implementadas e seguidas. 

•  Área Comercial/Mesa de Operações 
Os processos das operações devem ser observados para coibir diretamente a ação de corrupção nos negócios da INSTITUIÇÃO.

• Colaboradores

É de responsabilidade de cada colaborador cumprir com profissionalismo e ética o seu dia a dia na INSTITUIÇÃO. 

3-     DIRETRIZES 

É vedada a obtenção de vantagem indevida em razão do exercício de cargo, emprego ou atividade na INSTITUIÇÃO, bem como a prática de qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade e legalidade a esta Instituição. 


A INSTITUIÇÃO disponibiliza em seus sites canais de Ouvidoria com formulário a ser preenchido na própria página, contatos por telefone em São Paulo (11)2608-0999 e outras localidades 0800- 002-8118, além do Canal de Denúncia de Indícios de Ilicitude, para coibir a prática e a ocultação de atos fraudulentos ou ilegais, acessível a qualquer cidadão, para o encaminhamento de denúncias, com garantia de anonimato e de independência nas apurações.

3.1-  MITIGAÇÃO DE RISCOS

A INSTITUIÇÃO possui contrato de Auditoria Interna com empresa terceirizada, que atua de forma independente e tem o objetivo de examinar a efetividade, eficácia e integridade do Compliance. 


3.1.1     Código de Ética, Conduta e Relacionamento 


A  INSTITUIÇÃO possui  definido  Código  de  Ética, Conduta  e  Relacionamento divulgada  aos colaboradores, onde estabelece critérios e procedimentos relativos à condução profissional, moral e ética aos envolvidos com a Instituição. 


3.1.2     Conflito de Interesses 


A INSTITUIÇÃO dispõe de Política de Segregação de Funções definida que tem como princípio básico separar, por colaboradores diferentes, as atribuições de funções dentro da Instituição, visando evitar possíveis conflitos de interesses. 
A  Diretoria  mantém  esforços  e  controles  necessários  para  inibir  a  prática  de  atos  que possibilitem a ocorrência de fraude ou de corrupção, dentre eles o conflito de interesses.

3.2-  SINAIS DE ALERTA 

Todos os colaboradores devem ficar atentos aos alertas que possam indicar alguma violação aos dispositivos da Legislação Anticorrupção e desta Política. 
Os sinais de alerta podem não ser provas de corrupção, nem desqualificam, automaticamente, quaisquer pessoas. No entanto, apresentam-se como indícios que devem ser apurados até que se tenha certeza de que não representam infração à Legislação Anticorrupção e a esta Política:

•        Solicitação ou  recebimento  de  presentes ou  brindes  por  parte  de  colaborador  ou administrador, cujos valores aparentem de grande quantia, tendo como limite de envio e recebimento brindes de valores até US$50 (cinquenta dólares) ou o equivalente em moeda nacional (R$); 
•         A  apresentação,  por  parte  de  colaborador,  de  enriquecimento  ou  de  situação econômico-financeira incompatível com sua remuneração, sem motivo aparente; 
•         Excesso de solicitação de reembolso de despesas de viagem ou deslocamento por colaborador; 
•         É proibido receber e dar presentes em moeda, cartão ou transferência bancária de qualquer valor. 


Em caso de recebimento de brindes em valores superiores ao limite estipulado, os envolvidos deverão comunicar imediatamente a área de Compliance, que juntamente com os membros da Diretoria decidirão em Comitê como proceder e registrar o fato na INSTITUIÇÃO. 


A  lista  constante  de  sinais  de  alerta  não  é  exaustiva,  podendo  existir  outros  indícios  de ocorrência de vantagens, pagamentos indevidos ou de qualquer outra violação aos dispositivos da Legislação Anticorrupção ou desta Política. 


Ao  perceber  qualquer  sinal  de  alerta  que  indique  envolvimento  ou  suspeita  das  citadas violações, deve comunicar o fato imediatamente aos canais citados no item 3 deste documento. 


3.3   TRATAMENTO DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL 


É  vedado  aos  colaboradores  a  divulgação,  sem  autorização  da  área  de  Contabilidade,  de informação que possa causar impacto nas relações com o mercado e clientes. 
Os relatórios são elaborados e aprovados por áreas distintas, mitigando assim a possibilidade de erro. 
A  área  Contábil  da  INSTITUIÇÃO respeita  a  transparência,  conformidade  e  registros, contemplando todos os dados exigidos na legislação, mitigando assim, técnicas e artifícios contábeis que possam ocultar ou encobrir pagamento ilícito e direcionado a atos de corrupção. 


3.4   DOAÇÕES POLÍTICAS 


A INSTITUIÇÃO declara que não faz doações a Partidos Políticos. 


3.5   DIVULGAÇÃO 


A INSTITUIÇÃO disponibiliza informações corporativas aos seus colaboradores de forma digital através da intranet ou por meio físico, quando para correspondentes/terceirizados relevantes, disseminando desta forma os temas relacionados à Ética e Moral.

No início do relacionamento com a INSTITUIÇÃO, os colaboradores recebem o INT-001-Código de Ética, Conduta e Relacionamento, e a Auditoria Interna verifica a aderência da percepção dos colaboradores quanto às disposições do documento. 


3.6   MEDIDAS DISCIPLINARES 


Todos os colaboradores/parceiros são responsáveis pela imagem da INSTITUIÇÃO, sendo que o envolvimento destes em atos que violem a Legislação Anticorrupção ou esta Política sujeitará os mesmos à aplicação das possíveis medidas disciplinares na forma da lei.

© 2020 Codepe Corretora de Valores e Câmbio S/A

Todos os direitos reservados.

09.512.542/00004-60

Ouvidoria: 0800.002.8118        

E-mail: ouvidor@codepe.com.br

A Codepe Corretora de Valores e Câmbio S/A é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Toda comunicação através da rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. i.c.v.m. 380,art.4o, § único.
A senha e assinatura digital, de uso pessoal e intransferível, criadas pelo próprio cliente, são de seu conhecimento e uso exclusivo. A assinatura digital valerá como assinatura do cliente para qualquer transação efetuada. 
A Codepe Corretora de Valores e Câmbio S poderá bloquear uma delas ou ambas quando julgar o seu uso como irregular.

Selo de apoio 100 anos.png

© 2020 por RBastos